27º Cenáculo reúne 3 mil fiéis em Várzea Paulista

Jussane Cristina 9 de agosto de 2017 0

No ano em que a Renovação Carismática Católica celebra seu Jubileu de Ouro no mundo, cerca de 3 mil fiéis participaram, no domingo 30 de julho, do 27º Cenáculo Diocesano do Movimento, na cidade de Várzea Paulista.

O Encontro que aconteceu na Arca da Aliança Mãe da Divina Providência, da Paróquia Cristo Redentor , teve como  tema “Com Maria, retornaremos ao Cenáculo” , um convite para entrar novamente na sala do cenáculo . Por volta das 6h30 da manhã, muitos fiéis chegaram em caravanas, vindo das onze cidades que compõem a Diocese, expressando  um grande contentamento pela atualização de pentecostes em suas vidas, cheios  de expectativas  para tudo o que iriam viver durante  o dia.

Padre Alberto Gambarini , da Diocese de Campo Limpo, São Paulo (SP), foi o pregador do evento  e o Bispo Diocesano,  Dom Vicente Costa,  presidiu a Santa Missa de Encerramento, no fim do dia.

O evento começou às 7h30, com a reza do Terço da Misericórdia, conduzido por membros do Ministério de Intercessão e logo em seguida aconteceu  o momento de animação e acolhida aos participantes com a oração da manhã, conduzida por Luiz Felipe Cuberos,  representante das Novas Comunidades  no Conselho Diocesano da RCC da Diocese de Jundiaí.

Luis Felipe convidou todos a pedirem a intercessão da Virgem Maria , colocando-se no seu colo de Mãe, pedindo a sua ajuda para que ela passasse á frente de todas as situações e os apresentasse a Jesus.

Ainda dentro desse momento mariano, Luis Felipe convidou a coordenadora diocesana do Movimento, Tatiana Ribeiro Coraine, e juntos  realizaram um belo gesto através da dinâmica do abraço de Mãe, onde todos puderam se abraçar mutuamente e sentir o carinho materno de Maria e viver a unidade cristã.

Tatiana Coraine, ao acolher os fiéis, comentou  que como o Papa Francisco nos lembra, a Renovação Carismática Católica  é uma corrente de graças, que não se limita ao movimento eclesial, mas que  integra as Novas Comunidades e todas as expressões carismáticas.

Padre Alberto Gambarini realizou três pregações . Na primeira, ele desenvolveu o tema: “Retornar ao primeiro amor (Voltar a Nazaré)”. Antes de começar sua pregação, o sacerdote falou da alegria de estar na diocese. Ele lembrou que nasceu em Jundiaí e que foi batizado na Catedral Nossa Senhora do Desterro, quando ainda não era Igreja matriz.

Ainda na parte da manhã o sacerdote realizou sua segunda pregação com o tema “Vivendo um Perene Pentecostes (At 1,8). Ele lembrou que “Batismo no Espírito Santo” não é algo qualquer e sim um início de vida espiritual. Destacou que trata-se da transformação da água para o vinho. Recordou ainda que não é um novo sacramento . “ Ele  reaviva aquilo que já existe em mim  e não estou usando” disse. Finalizando, ele lembrou que “Vinde a mim é a primeira palavra que Jesus dirige a nós e a segunda é Ide, pois começa a nossa missão. Como diz o Papa Francisco, cada batizado é chamado a salvar o mundo” , concluiu.

Em sua última pregação, no início da tarde, padre Alberto Gambarini  levou os fiéis a refletirem sobre o tema “Jubileu : Onde chegamos e para onde o Espírito Santo quer nos levar?”.

“Deus quer que tiremos o Espírito Santo do Congelador e coloquemos fogo em nossa vida. O fogo abrasa e o Espírito Santo nos dá vida no Senhor. Deus não deu sua graça para ficar trancada (At 2,14 )” comentou.

Ele disse ainda que “O risco é perdermos o ardor e voltar a torre de babel , pois   o verdadeiro Pentecostes procura mergulhar à todos no verdadeiro amor de Jesus” concluiu.

MOMENTO ECUMÊNICO

Como pede o Papa Francisco, a Renovação tem procurado promover a unidade não só dentro da Igreja , mas também com os irmãos de outras denominações cristãs . Tanto que antes da celebração Eucarística, houve um momento ecumênico que contou a participação de padre Milton Rogério Vicente, assessor eclesiástico do Movimento na Diocese de Jundiaí; Huanderson Silva Leite, da Diocese de Campo Limpo e representante da RCC do Estado na promoção do diálogo ecumênico; Pastor Efigênio Pereira dos Santos  e sua esposa Pastora Lucialda Cardoso, ambos do Ministério Videira, da cidade de Barueri (SP) e Tatiana Coraine Ribeiro, coordenadora diocesana da RCC.

Huanderson disse que a confusão de línguas da “torre de Babel” é desfeito em pentecostes onde todos puderam se entender . Ele destacou a importância do amor no processo de unidade entre os cristãos, pois há muito tempo somos chamados a viver em comunhão.

Huanderson, que juntamente com o Pastor e sua esposa, veio especialmente para participar deste momento,  afirmou que muitas vezes atacou evangélicos em suas pregações e a partir da consciência do que nos une, mudou sua postura. “É tempo de promovermos a unidade e não de sairmos a caça às bruxas para saber  quem é o culpado pela divisão” .

Já o Pastor Efigênio relatou que por muito tempo também  perseguiu os católicos em suas pregações feitas nas portas de igrejas durante as missas, porém tocado pela passagem de João 17 que nos exorta a sermos um em Cristo, e movido pelo Espírito Santo que  lhe revelou que estava errado, iniciou um processo de aproximação com alguns irmãos católicos, com os quais hoje trabalha no sentido de promover a unidade.

Juntamente com padre Milton e Tatiana Coraine conduziram uma oração pela Unidade dos cristãos. Tatiana agradeceu padre Milton que a incentivou a realizar este momento.

Ao final, todos se abraçaram e agradeceram a Deus pedindo o dom da unidade.

CENÁCULO KIDS

Paralelamente ao 27º Cenáculo Diocesano, aconteceu o cenáculo kids, conduzido pelo ministério para crianças, que não só deu apoio e cuidou dos filhos dos participantes, mas os evangelizou. De acordo com Islaine Cristina Ferreira da Silva, representante diocesana do ministério , “houve  dois ambientes de evangelização. O apoio aos pais e a sala com os maiores. Ao todo tivemos cerca de 80 crianças” informou.

Ainda segundo ela, “no período da manhã trabalhou-se o tema do ano jubilar que a Renovação  tem usado como direcionamento em todo país : O Espírito santo descerá sobre ti , com um momento profundo de oração com nossa senhora. Logo em seguida  realizamos como atividade , um oratório para nossa senhora de Pentecostes”comentou .

Ainda de acordo com a representante do ministério para crianças na diocese , “ à tarde trabalhamos o batismo no Espírito Santo, onde todas as crianças puderam receber oração e passar pelo chuveiro do Espírito ”disse.

“Foi uma bênção, pois os evangelizadores de toda a diocese se empenharam para que a vontade de Deus acontecesse junto às nossas crianças”, concluiu.

SANTA MISSA

O cenáculo terminou com a Santa Missa presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Vicente Costa, e concelebrada pelos padres Anderson Ricardo, da Paróquia Cristo Redentor; Eduardo Tocachelo, da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de Santana de Parnaíba; Marcos Adriano Paulino, da Paróquia São Sebastião, de Itupeva; Milton Rogério Vicente e André Aparecido Monteiro, respectivamente paróco e vigário paroquial da Catedral Nossa Senhora do Desterro; Alberto Gambarini, do Santuário Nossa Senhora dos Prazeres,  da Diocese de Campo Limpo, (SP); e os  diáconos permanentes Húdele Fabrício da Silva, da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, de Várzea Paulista; Irvando Luis Ferreira Silva e José Dos Santos, ambos da Paróquia Cristo Redentor.

Logo no início, padre Anderson Ricardo acolheu o Bispo, os padres e toda a Renovação Carismática dizendo que era uma grande alegria tê-los em sua paróquia. Dom Vicente disse que estava feliz em presidir a missa e encerramento do Cenáculo, especialmente neste ano do Jubileu de Ouro do início do Movimento.

Em sua homilia,  Dom Vicente frisou que é importante voltar ao cenáculo para renovar a cultura de pentecostes , para que aquele momento  não seja esquecido, mas sim atualizado constantemente.

Refletindo as passagens da liturgia, Dom Vicente, como de costume, destacou três pontos em seu sermão . Primeiro falando da leitura do livro de Reis 3,5.7-12, destacou a importância de saber escolher, como fez o rei Salomão que escolheu a sabedoria. “Como Salomão não devemos pedir riquezas, poder…mas sim sabedoria , e essa é a decisão que devemos tomar  como cristãos batizados .

Como segundo ponto , ele destacou o Evangelho de Mateus, Capítulo 13, versículos 44 a 52 que narra duas parábolas  falando da importância do reino de Deus. Segundo o Bispo, o evangelho nos mostra que a decisão correta é escolher Jesus Cristo, o nosso tesouro, como fez o homem que encontrou  um tesouro  escondido no campo.

Ele lembrou que “ o cristão precisa seguir  Jesus com alegria, não como um peso, um fardo. Jesus é o maior tesouro a maior riqueza pela qual devemos dar a vida e devemos segui-lo como discípulos  apaixonados , missionários  fervorosos.

No terceiro ponto, Dom Vicente exortou os fiéis a entenderem que decidir por Cristo é tomar a decisão mais importante de suas vidas, pois dessa decisão depende a nossa salvação .“ É necessário optar em primeiro lugar pelo reino de Deus. Quando optamos por Jesus, todo o resto vem para o bem: até os sofrimentos, os problemas podem nos santificar, nos enriquecer…, finalizou.

Antes do término da celebração Eucarística, Dom Vicente convocou os carismáticos para ajudarem na evangelização em suas paróquias, especialmente  nas Santas Missões Populares que vêm sendo realizadas em toda Diocese. “Que o Espírito Santo de Sabedoria nos faça abrir mão de tudo e escolher o maior Tesouro, que é Jesus. Não guardemos essa alegria só para nós, vamos anunciar o evangelho à tantas pessoas que não conhecem ou se afastaram de Jesus,  para que elas venham a descobrir esse grande tesouro,  exortou o Pastor da Diocese.

SEMINARISTAS

O cenáculo também teve a participação de alguns  seminaristas. Eduardo Augusto, o Belão, representante  dos seminaristas no conselho da RCC da diocesana, fez um balanço da participação deles no Renasem Estadual, Retiro para Seminaristas, que possuem a espiritualidade da RCC, que aconteceu em julho na cidade de São José dos Campos, no vale do Paraíba. Ele agradeceu o apoio dado pela Renovação Carismática para que cerca  de 14 seminaristas participassem do encontro e destacou da consciência dos seminaristas, que tem a espiritualidade do Movimento, mas que estão sendo formados padres para a Igreja.

Antes da bênção final, Tatiana agradeceu o Bispo, os padres, os diáconos, os membros da paróquia que acolheu o evento, e todo o povo da Diocese que atendeu ao chamado para “com Maria retornar ao Cenáculo”.

Para ela, o cenáculo foi maravilhoso… especialmente neste Ano Jubilar, em que celebramos 50 anos da RCC e 50 anos de criação da Diocese, quando as graças de Deus são abundantes sobre nós. “Vivemos momentos intensos de oração, Louvor e batismo no Espírito Santo, para que sejamos verdadeiros cristãos, testemunhas da Cultura de Pentecostes”.

Tatiana frisou que “todos os momentos foram muito significativos e especiais, mas ter a presença de Dom Vicente Costa alegra muito nosso coração e nos anima a continuarmos cumprindo nossa missão: Discípulos apaixonados e missionários fervorosos…Vem, Espírito Santo”, concluiu.

Ministério de Comunicação Social – RCC Diocese de Jundiaí.

 

Confira alguns momentos do 27º Cenáculo sob o olhar do fotógrafo Luis Sato.

 

Deixe seu Comentário »